O governo cria um problema, a solução cria mais problemas, e a solução desses agrava-os ainda mais.

Neste novo confinamento assistimos à divisão dos negócios em bons e maus. À boa maneira socialista, o governo está legitimado a decidir o que é ou não fundamental para o seu povinho. Vendes fruta? Ok, podes trabalhar. Vendes livros? Fecha. Organizas sessões de culto religioso? Ok. Dás explicações de matemática? Não.

De repente o governo depara-se com um problema. “Eh pá, mandámos fechar as livrarias e o Continente tem um corredor de livros. É injusto e temos que fazer alguma coisa quanto a isso.” E como é que um socialista resolve este problema? Claro, proíbe. Se a livraria não pode…


Ponderar investir num negócio é procurar o equilíbrio entre 4 factores. De um lado temos o investimento (dinheiro, tempo, esforço), responsabilidade assumida (trabalhadores, credores) e o risco. Do outro temos a perspectiva de recompensa. A não ser que seja tolo, só investe num negócio quem espera lucrar alguma coisa com ele, caso contrário mais vale ficar quieto e com o dinheiro guardado.

Muito antes dos lucros serem um iate novo para o investidor, são:

  1. Receita fiscal. Lucros chegam a pagar 31,5% de IRC
  2. Confirmação de viabilidade para continuar a existir
  3. Dinheiro para reinvestir, crescer, contratar mais gente
  4. Margem para melhorar…

Espanta-me, e agrada-me, ver que Bloco e PCP estão preocupados com os pequenos empresários na atribuição dos apoios à perda de remuneração. Em vídeo, aparece a Catarina a explicar que 97% das empresas em Portugal são de dimensão micro ou pequena, que juntas representam 2,5 milhões de empregos, que frequentemente nestas empresas o dono é também trabalhador, em muitas delas é mesmo o único trabalhador e estão injustamente de fora das medidas de apoio para pôr pão na mesa de quem perdeu a remuneração.

#CatarinaBem
#BlocoBem
#PCPBem
#TodosBemMenosOGoverno

O governo, no momento de decidir como apoia cidadãos perante esta crise…


Quanto mais comparações faço, menos acredito que haja uma efectiva intenção de aproximar os salários portugueses aos padrões europeus. A realidade é que Portugal penaliza empresas que o tentem e calça sapatos de cimento aos trabalhadores.

Há dias vi este vídeo que questiona o confisco dos impostos em Espanha. Logo no início algo me saltou à vista e pôs-me a fazer contas. A parte que importa diz qualquer coisa deste género:

“Dos 2000€ que o patrão reserva para o Juan, o estado leva 511,35€ de [TSU] … Retirando 511,35€ aos 2000, ficamos com 1488,65€ que é o salário bruto…


A progressividade dos impostos é o maior travão à melhoria das condições salariais.

[Nota: Por “impostos” ou “impostos directos” refiro-me a IRS e TSU. Não façamos disto uma discussão sobre a Segurança Social ser ou não um imposto.]

Neste gráfico faz-se um exercício simples. A partir de uma sequência de simulações de vencimento em intervalos de 100€ de ordenado líquido, é identificado o salário bruto correspondente e acrescentada apenas a taxa de TSU (23.75%) para calcular o custo da empresa. Isto permite visualizar a evolução do custo laboral e contribuições mensais que acompanham o aumento do salário líquido.

Verifica-se que, a cada 100€ de aumento do salário líquido, os impostos directos crescem em…


Portugal volta à ditadura

Muita tinta tem corrido sobre o Prédio Coutinho e os teimosos moradores que nele resistem, mas pouca sobre o principal motivo pelo qual estou do lado deles.

Antes de avançar, uma ressalva. Não estou contra a vontade do município de Viana reverter o “erro do passado”. Também não gosto do prédio e também acho que ficava ali melhor o mercado. Mas dizer isto quando a casa não é minha é muito fácil. Chamar teimosos aos moradores é fácil. Dar razão à VianaPolis porque há uma deliberação favorável em tribunal não só é fácil, é também preguiçoso. Não duvido que tudo…


O que têm em comum a Unilever, Dyson, Easyjet, Lloyds of London, Sony, Nissan, Honda, Bank of America, UBS, Michelin, Panasonic, Philips e a Rolls-Royce? Esta é uma lista resumida de empresas que estão neste momento em processo de saída do Reino Unido (ou a considerá-la) na iminência do Brexit. A estas somam-se outras tantas que anunciaram que vão fazer o mesmo caso haja uma saída sem acordo. Deslocam sedes, recursos humanos e centros de produção para outros países da UE. Estão a ir para a Holanda, França, Áustria, etc. Quantas vêm para Portugal? Isso mesmo, nenhuma.

Mas então Portugal…


Este fim de semana teve lugar no Porto um debate promovido pelo Iniciativa Liberal com o tema “A Europa e a Liberdade”. O evento contou com Carlos Guimarães Pinto (Presidente IL), Ricardo Arroja (cabeça de lista do partido às europeias), Catarina Maia (nº2 da lista), Miguel Morgado (deputado PSD) e Miguel Ángel Gutiérrez (deputado Ciudadanos, Espanha). A sala estava apinhada, com gente de pé, portas abertas e cabeças a espreitar do corredor.


Há coisas que me tiram do sério. O Governo Pai Natal, que anda teso, decidiu dar-nos já algumas prendas, com o anúncio de que vai “dar” 250€ para nos ajudar a comprar bicicletas elétricas. Não é excelente? Não. É uma estupidez.

É uma estupidez, mas pelo menos é uma estupidez pequenina, pequerrucha, baratinha. Afinal só vai dar esse incentivo às primeiras mil, portanto são só 250.000 euritos que gasta. O que significa que mais do que estúpido, é uma grande treta eleitoralista. É uma medida completamente inconsequente, que insulta a inteligência e a carteira da maioria dos portugueses.

A forma…


Let’s see what vulnerabilities the major CMS platforms have.

Nobody wants to be hacked. But when was the last time you’ve made a backup of your site, or checked if it was safe from intrusion?

In this article I’m going to look at the major CMS platforms and see their recent history of vulnerabilities. If your site uses one of these platforms, you’ll probably want to stop along the way to do the math and think if your site is at risk. …

Helder Cervantes

Designer, Developer, Liberal

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store